Encontre as melhores soluções para o seu negócio.

NEWS

Pilares tecnológicos da Indústria 4.0 - Manufatura Aditiva

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Manufatura Aditiva

Manufatura Aditiva ou Impressão 3D é a criação de um objeto por meio da adição de camadas ultrafinas, uma a uma, de materiais como plástico, metal, ligas metálicas (aço comum ou liga de titânio), cerâmica e areia, entre outros. Isso é feito por meio de uma Impressora 3D, que imprime objetos desenhados com um software de modelagem tridimensional.

O avanço tecnológico dos últimos anos impulsionou o uso da Impressão 3D, outrora mais conhecida como prototipagem rápida. Em 2010, a Sociedade Americana para Ensaios e Materiais (ASTM, na sigla em inglês) redefiniu o nome para Manufatura Aditiva por considerar este um termo mais amplo, que engloba a filosofia de manufatura, bem como as diferentes tecnologias desenvolvidas. 

Flexibilidade e capacidade de impressão de geometrias complexas são duas das principais características da manufatura aditiva ou impressão 3D, que vem conquistando um espaço crescente no mercado industrial, principalmente nos setores automotivo e aeroespacial, e também na área da saúde. 

Hoje, esse tipo de tecnologia pode representar redução de estoque, agilidade em processos e serviços, além de economia e competitividade. No setor automotivo, por exemplo, a chegada da impressão 3D busca diminuir custos de produção, reduzir os estoques imprimindo peças com maior eficiência entre outras vantagens. 

A impressão 3D é peça chave para a Indústria 4.0. A tecnologia permite testar e validar o produto ainda na etapa de desenvolvimento, através de simulações virtuais e criação de protótipos. Com isso, é possível fazer estudos de resistência, montagem e mecanismos para saber se o que foi projetado atende aos requisitos do produto. Também é possível fabricar moldes de injeção, dispositivos de fixação, gabaritos e peças para uso final. Ou seja, é engenharia conectada à fábrica. 

Atualmente, a pesquisa em manufatura aditiva tem incluído uma interface cada vez maior entre áreas da engenharia e da saúde. As linhas de pesquisa em bioengenharia e bioimpressão sob a expectativa de que, no futuro próximo, os pesquisadores conseguirão imprimir tecidos cartilaginosos, ósseos e até mesmo órgãos do corpo humano.

Sua empresa possui necessidades especificas de mercado, nós possuímos as soluções ideais para o seu negócio.

CONHEÇA NOSSOS SERVIÇOS:http://rvsis.com.br/index.php/solucoes/gestao-de-manufatura

ImprimirEmail